O preconceito nosso de cada signo

águiaPreconceito não é prerrogativa de signo algum. Todos têm algum tipo e uma predisposição a isso. Há os que acreditam que todos os demais seres humanos são burros, os que vêem falta de consistência em qualquer atitude alheia, os que enxergam filhos da puta que pretendem prejudicá-los em todo lugar. Há os que se acham detentores da verdade e da justiça e por isso poderiam fazer escândalos, desqualificações e humilhações sem qualquer prova contra os outros, por puro achismo que se transforma em certeza absoluta sabe-se lá o motivo. Há os que odeiam quem não pertence à panelinha, à etnia, à formação, às tradições, às religiões ou ao ateísmo. Os que crêem que todos são imprudentes porque são, na verdade, lentos e inseguros demais para decidir ou para sair da zona de conforto. Há até os que vêem todo mundo como medíocre, ocultando o próprio sentimento de inferioridade. Enfim, há quem se isole porque não se vê compreendido pelos demais, sem, contudo, se comunicar direito e sem se adaptar o mínimo possível ao que existe e está disponível. Pensemos. Ou, se preferir, oremos.

 

Anúncios

Mercúrio em Áries, todos os Mercúrios e Mercúrio em Peixes

monada Mercúrio hoje transita de Peixes para Áries. por volta de 12:34, horário de Brasília.
Em Áries Mercúrio promete maior dinamismo, mais simplicidade nas trocas objetivas de informações, menores sutilezas, maneiras diretas de se chegar a um dado assunto ou de se dizer o que é preciso. Vale a pena respirar fundo para evitar o “sincericídio”, mas de resto, é muito bom fazer as coisas andarem após alguns empacamentos e indecisões. Simples!

Aproveitando, um lembrete para quem anseia por conversas intermináveis, competições intelectuais, provar seus pontos de vista ainda que para isso precise tentar destruir o outro ou apenas deseja que todos estejam efetivamente presentes na cacofonia das conversas e percepções do mundo que nos cerca. Isso vale para quase todos os que possuem Mercúrio noutros signos que não Peixes: nem todo mundo tem energia suficiente para se manter “ligado” todo o tempo. Para alguns é preciso evadir-se, ter ausências provisórias, olhar e ver além do que está presente naquele momento.

 

Peter Forshaw - The Early Alchemical Reception of John Dee Monas HieroglyphicaNão confunda isso com burrice, antipatia ou descompromisso. É “reposição de energias mentais”. Quem necessita disso pode ir aos poucos ficando irritado com as solicitações incessantes de quem quer que as pessoas sejam interessantes a cada segundo. Com isso, pode ser que você esteja perdendo a oportunidade de aproveitar algo extraordinário em gestação na mente daquela pessoa “ausente” durante as trocas rápidas de informação.

Carlos Hollanda

Marte em Libra e a Grande Quadratura de Abril de 2014 – Rapidinha

marte-libraMarte retrogradando em Libra, acionando cada vez mais de perto a Grande Quadratura com Urano, Júpiter e Plutão. Ações pioneiras e iniciativas tendo que ser revistas na marra, tendo que considerar recuos estratégicos. Alguns desses recuos, no entanto, não são possíveis devido à possibilidade de prejuízos ainda maiores. Nesse caso vale a pena permanecer naquela direção, mas cuidado: nenhuma ação dura demais terá o resultado desejado. Ao dizer o que se deve dizer, fale com redobrada cautela e relativize a postura do outro, suas motivações e seus temores. Encorajar uma situação somente se houver um bom suporte. Uma briguinha aqui e outra acolá, noutra época pode ter uma conciliação fácil. Aqui o efeito pode se alastrar como um incêndio sobre a mata seca.

Outro ângulo de Marte em Libra: o guerreiro ou o soldado mais preocupado com seus paramentos do que com o objetivo, dependendo da partilha de decisões em situações que exigem decisões rápidas a todo custo. Ir para a direita ou a esquerda? Será que não dá pra ir a ambos?

Júpiter em Câncer e a grande quadratura: já perceberam que começou a murchar a bolha imobiliária? (Júpiter – bolha, expansão; Câncer – lar, território fixo, imóveis).

Carlos Hollanda

A crise na Petrobras e os trânsitos astrológicos: possibilidades de privatização em médio prazo?

transitpetroA crise na Petrobras e os trânsitos astrológicos: possibilidades de privatização em médio prazo?
Carlos Hollanda
Saturno realiza uma quadratura com Plutão/Lua radical da empresa, situado na casa 4 (bases operacionais, nacionalidade, raízes, território nacional), enquanto transita pela casa 7 (contratos, parcerias, pactos – com quem?) sugere, num primeiro momento, a tendência à ruptura com as origens e os propósitos de seus, digamos assim, “genitores”, nos anos 1940/50, com slogans como “O Petróleo é Nosso”, em clima de propaganda nacionalista. É também visível pelos trânsitos a crise instalada diante da compra da refinaria de Pasadena, no Texas: a quadratura T, já se tornando Grande Quadratura, envolvendo Júpiter, Urano, PLutão, e agora Marte, atinge as casas mutáveis, 3, 6, 9 e 12, em que, respectivamente, trânsito/comércio, habilidades/instrumental técnico, culturas de locais distantes/jornadas/estrangeiros, traições/emaranhados/retornos de atos anteriores, estão sobreativadas.

Quem trabalha no ramo petrolífero, que aqui no Brasil acaba não raro dependendo de movimentos da Petrobras, já vem percebendo o quanto vários contratos (casa 7) andam travados sem razão aparente (casa 12), algo como as atitudes de quem tem uma segunda intenção (casa 12) por trás das aparências e anda retendo tudo para que uma parceria (casa 7) vantajosa apenas para alguns detentores de grande poder monetário (Plutão) ocorra sem que haja tempo suficiente para uma reação à altura por quem teoricamente teria o poder de interferir. Teoricamente, porque é até possível que não se queira mesmo interferir. Uma atitude plutoniana, por certo, irrompendo da invisibilidade num momento em que não há defesas apropriadas para resistir.

Paranóico? Quem sabe?