Combinando técnicas de previsão astrológica

 

image

Photo by Carlos Hollanda

 

Nos cursos Online que aplico há quase duas décadas costumamos receber dos estudantes certos questionamentos que merecem pareceres um pouco mais extensos. O que se segue é um deles, que trata de problemas do intérprete-astrólogo na hora de combinar técnicas diferentes de previsão e produzir, com coerência, uma síntese entre os fatores aparentemente dispersos em cada uma delas. Com vistas a preservar a privacidade da participante do curso, seu nome foi omitido do texto.

PERGUNTA: A passagem da Lua progredida através das casas vai me mostrar como será a minha reação emocional para aquele assunto em determinado momento (01 ano aproximadamente)? Devo levar em conta a relação entre o signo lunar do mapa natal e o da progressão?

RESPOSTA: A Lua em progressão representa uma espécie de foco sobre o qual recai a consciência e as experiências advindas das circunstâncias análogas aos planetas, casas e outros fatores que ela toca em sua trajetória simbólica de cerca de 28 anos. A prova de que ela é esse foco, isto é, de que ela é um indicador de como você está experimentando sua vida num dado período, é fácil de obter: basta analisar uma fase em que a Lua progredida faz uma conjunção com qualquer planeta. Repare que a tônica daquele planeta parece tornar-se o centro da realidade de quem passa pelo aspecto. E isso não se restringe a aspectos psicológicos; falamos aqui de correspondências em todos os níveis (espiritual, mental, emocional e material), sob todas as gradações que esses níveis possam oferecer. Se a Lua faz conjunção com Saturno você pode ver a si mesmo numa fase de pessimismo e de falta de perspectiva ou esperança quanto às possibilidades; ao mesmo tempo, seu corpo pode apresentar uma curiosa rigidez, indo desde uma manifestação patológica com problemas na coluna, artrite e coisas parecidas, até uma tendência a enrijecer o corpo como um militar ou um mordomo o faria para satisfazer alguma exigência social (e satisfazer tal tipo de exigência é algo que remete a um dos atributos de Saturno como símbolo). Pode, ainda, deparar-se com empecilhos e situações variadas que promovam o atraso nos objetivos ou, ao contrário, por uma das vias mais favoráveis do aspecto, mas sem sair do escopo saturnino, descobrir-se bastante ambicioso e capaz de enorme concentração para atingir objetivos a longo prazo. Pode estar consolidando alguma situação, seja ela afetiva, profissional, familiar, financeira… São muitas as colocações e isso irá depender da combinação entre o signo em que o planeta está (e que, claro, a Lua está passando), a casa e os aspectos que o planeta recebe. Repare também que não é seu emocional (atributo associado à Lua), exclusivamente, que se torna “saturnino” durante a referida conjunção. É tudo. Todo o sistema, a totalidade macro e microcósmica representativa do ser humano no esquema astrológico passa a reproduzir o caráter saturnino simultaneamente. progressaolunarekabbalahDa mesma forma, a passagem da Lua progredida por uma casa irá indicar que as experiências pelas quais você passa adquirem o teor ou o caráter que aquela casa simboliza. Se é a casa 7, relacionamentos e parcerias assumem papel mais relevante do que antes, nos cerca de 2 ou 2 anos e meio, em que ela esteve progredindo pela casa 6 (sim, se a casa tiver cerca de 30 graus ou exatamente isso, a passagem da Lua progredida será de 2 anos e meio, não de um ano apenas – isso só ocorre se a casa tiver algo em torno de 12 ou 13 graus de arco, coisa que só acontece em altas latitudes e mesmo assim isso não é regra geral). Aliás, naquele período o indivíduo pode ter-se visto bastante atarefado, muito mais do que seu habitual, e sem conseguir desvencilhar-se de condições subalternas (isso costuma ocorrer em uma grande parte dos casos) e ainda preocupado com saúde, com o funcionamento do corpo, muito concentrado em questões que envolvem interesses de colaboradores, empregados e colegas de trabalho etc. etc… Em qualquer técnica de previsão você jamais deve desconsiderar seu mapa natal. Assim, mesmo quando a Lua estiver numa posição completamente diferente da de quando você nasceu, lembre qual é a estrutura essencial que você carrega consigo: essa estrutura vem das relações existentes em seu mapa de nascimento. Contudo, e isso é bem importante, suponhamos que a Lua do mapa natal está em Touro e aos 26 anos de idade mais ou menos está em Áries. Como você acha que aquela pessoa de Lua em Touro, normalmente estável e relutante, sensual e relativamente lenta (porque econômica até nos movimentos;“repousante” no tipo físico), estará se comportando no geral? A Lua progredida é como uma viagem da própria consciência e condição humana pelos meandros do inconsciente e dos arquétipos, todos eles. Na época da vida que aquela Lua chega em Áries, certamente uma necessidade maior de movimento, um grau maior de irritabilidade e um renovado potencial para a ação e “ignição” de projetos pessoais estará presente. Por mais que o sujeito seja pacato, ele ali experimentará um bom grau de competitividade e impaciência com a lentidão alheia ou circunstancial. É por essas e outras que costumo escrever que não importa que você não tenha absolutamente nenhum planeta num determinado signo, nem mesmo que esse signo “vazio”, esteja interceptado (aquele que não é tocado por cúspide alguma de casas): você irá, em algum momento, invariavelmente (a menos que morra antes disso), experimentar as características daquele signo e daquele planeta. Assim sendo, quando reclamamos de alguém com ênfase num dado signo ou num dado fator do mapa, cuidado: é bem possível que estejamos justamente naquela fase vivenciando a fundo aquele mesmo aspecto que vemos pejorativamente no outro.

PERGUNTA: Eu sei que para se fazer uma boa previsão é preciso analisar várias coisas que no final vão nos levar a uma conclusão, Certo?

RESPOSTA: De fato, convém analisar mais de uma técnica como forma de dar apoio à nossa própria percepção e compensar possíveis distorções ou ausências de abordagem sobre determinados assuntos.

PERGUNTA: Eu estava pensando numa escala. O que é mais importante? Primeiro as progressões secundárias, que são mais de Longo prazo, seguido pelos trânsitos dos Planetas Lentos (Plutão a Saturno), finalmente as progressões da Lua, trânsitos de Júpiter, marte e lunações (gatilho)? Não sei, ainda, em que ponto analiso as Revoluções Solares…

astrologia_e_as_pola_cover_for_kindle

Disponível na Amazon.com

RESPOSTA: Correndo o risco de avançar o sinal e passar algo que seria mais proveitoso abordar com detalhes no curso de “Técnicas Integradas de Previsão”, posso dizer que para trabalhar com a Rev. Solar combinada com as outras técnicas supramencionadas, uma dica é pensar em termos de ênfase por período. Por exemplo (e é um exemplo grosso modo): a Lua progredida faz conjunção com Júpiter, ao mesmo tempo ou muito próximo da época em que Júpiter em trânsito passa ou pelo Ascendente ou pelo Meio do Céu. Esses dois aspectos em técnicas diferentes ocorrem no período concernente a uma revolução solar em que Júpiter está recebendo um monte de aspectos e situa-se, talvez, numa casa angular, como a casa 4. Na mesma rev. solar temos a Lua na casa 9. O que toda essa concentração em atributos jupiterianos em técnicas diferentes pode estar sugerindo? A resposta eu deixo para vocês… De qualquer jeito, é preciso conhecer as técnicas diferentes uma a uma para DEPOIS proceder com essa síntese, senão o resultado pode ser confuso.

 

PERGUNTA: Outra dúvida, estou analisando as previsões para um cunhado que mora em outro país e esta vindo para o Brasil. As progressões estão dificeis, com aspectos de Urano. Os trânsitos estão díficeis com aspectos tensos de Plutão e Saturno, mas a Lua progredida está fazendo ótimos aspectos com o Meio do Céu. E eu não sei como interpretar este movimento. O que quero dizer com isto, é que uma coisa não exclui a outra, mas tenho medo de cair em contradição.

livro transitos

Solicite ao autor

RESPOSTA: Os aspectos acima não se contradizem mutuamente. Eles estão dizendo exatamente o que o sujeito anda vivenciando em sua fase da existência. Um aspecto da vida em crise não necessariamente levará todos a uma crise, muito embora seja muito comum que a sintamos como se ela estivesse em toda parte e sob todas as circunstâncias. Em momentos difíceis ficamos mais ou menos cegos para oportunidades e amenidades que ocorrem diante de nosso nariz e podemos até nos considerar os mais infelizes dos seres humanos (especialmente se estivermos passando por algo parecido com um aspecto tenso da Lua em progressão com Netuno, por exemplo – tende-se a agigantar as “desgraças” e a buscar justificativas para assumir o papel de vítima). No caso acima, é bem possível que seu cunhado esteja passando por uma daquelas transições turbulentas em que a gente tem que optar por uma mudança radical de rumos, o que não raro implica mudança residencial, desligamento de emprego (estou apenas dando exemplos, não sei se esse é o caso de seu cunhado, já que os dados que você nos passou são um tanto vagos – é preciso ver como está o mapa) e até tipos variados de perseguição contra o indivíduo. Contudo, o trígono da Lua com o Meio do Céu, apesar de toda a turbulência, aponta para oportunidades de crescimento, nem que seja por uma via alternativa, potencializada, até, justamente por causa da necessidade de abandonar um estilo de vida ou algum apego que já deu o que tinha que dar. O tal trígono pode muito bem ocorrer junto com favorecimento vindo de pessoas de autoridade e até pode chegar a ser um indicador de mudança residencial, quando outros fatores indicam o mesmo (no caso acima, se os aspectos tensos já atingem significadores de lar, residência e afins, esse trígono acaba sendo análogo a coisas que contribuem para essas alterações).

 

MARATONA-SAMPA-02-okMas ele pode estar recebendo alguns valores a mais ao mesmo tempo em que é preciso abandonar outros valores. Pode até estar se tornando mais conhecido por aquilo que faz… enfim, são vários os potenciais e sem o mapa só o que podemos fazer é pensar em uma multiplicidade de circunstâncias, sem um foco central que ajude a definir o processo pelo qual ele passa. Só para finalizar, cabe acrescentar que você pode combinar a leitura com as técnicas que você escolher. Muito dependerá de você discernir quais as que melhor lhe orientam nesse sentido. No curso que mencionei abordamos progressões, trânsitos, revoluções solares e astrologia horária e as fazemos dialogar. É uma boa forma de pensar de maneira holográfica na hora de interpretar, prever e analisar astrologicamente.

Atenciosamente,
Carlos Hollanda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s